Doce Guerra – Antero Simas

 
C 
Oh! Cabo Verde
 
Bô qu’ê nha  
B 
dor 
 
más
Dm 
 sublime
 
Oh! Cabo  
G 
Verde
 
Bô qu’ê nh’angustia e nha  
C 
paixao
 
Nha vida  
Gm 
nascê
 
Di desa
C7 
fio di bô clima  
F 
ingrato
 
Qui vontade  
Fm 
ferro ê pô na nha
C 
 braços
 
Gosto pa  
A 
luta pô na nhas
Dm 
 pêto
 
Bô qu’ê nha  
G 
guerra nha doci
C 
 amor

 

 
F 
’Stendê bôs  
Fm 
braços
 
Bô  
Em 
tomam nha  
A 
sangui
 
Bô re
Dm 
ga bô  
G 
tchom
 
Bô  
Gm 
flori
C7 
 
F 
Pa 
 
terra-
Fm 
longe
 
Bem  
Em 
cabá 
 
pa
A 
nôs
 
Bô cu  
Dm 
mar ceu e bôs  
G 
fidjos
 
Num doce abraço di
C 
paz

Ah! naquel dia di festa

‘N qu rê cola’ sanjom na Picos

‘N qu’rê batuco

Na rebera de Juliao

Vulcao na praia de Santa Maria

Vale di Paul na Boavista

Morna de nhô Eugénio

Na nhô San Nicolau

 

 

Uma versão do melhor pianista Cabo Verdeano da atualidade (quiçá de todos os tempos), meu mestre e amigo CARLOS MATOS


Comments

Doce Guerra – Antero Simas — 8 comentários

  1. mut bom inicitiva, ja tem txeu temp kun tava biziá um site dess li.
    FORÇA, continuá.

  2. grande iniciativa cria ess site, jam tinha txeu temp te procura um site moda ess. parabens e cuntinua kess traboi

  3. Muito boa a iniciativa de transcrver as musicas de Cabo Verde em CIFRAS. Gostei do Site e vou aparcer por cá mais vezes.
    Falta algumas musicas interpretadas pelo Bius que é uma artista que gosto muito de ouvir cantar.

  4. Ola Humberto, antes de mais quero-te parabenizar por esta excelente iniciativa e desejar-te o maior sucesso.
    No que se refere a musica Doce Guerra cujo acompanhamento e do nosso grande amigo Carlos Matos, gostaria de referenciar que a interpretação e da minha filha Desiree Fernandes; aquando do pedido do meu mano Antero para que Desiree participa-se num futuro projecto musical, ela somente tinha 13 anos. Anos depois ja aos 16 foi quando ela fez essa belíssima interpretação onde o Antero deu-a toda latitude para que ela impo-se a sua própria estampa… eis o resultado, pois a musica foi enviada para Holanda onde o primeiro acompanhamento feito por Ney Miranda foi substituído por esta majestosa mestria do nosso CM. Para mim esta dupla impôs uma nova dinâmica numa forma clássica mais abrangente para a interpretação de baladas Caboverdeanas, utilizando pormenores de musica clássica e erudita numa coexistência subtil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*