Lela de Maninha

Armando António Lima, mais conhecido no meio artístico por “Lela de Maninha”,
Lela de Maninha emigrou para Angola em Julho de 1952, tendo-se fixado primeiro na província de Kwanza Sul, transferindo-se mais tarde para Benguela. 

Figura destacada da comunidade cabo-verdiana em Benguela, Lela de Maninha notabilizou-se pelo seu carisma e pela inestimável e desinteressada ajuda que prestava aos seus conterrâneos, interagindo tanto com a embaixada quanto com as autoridades locais.

Foi agraciado pelo Presidente da República, com a Medalha de Mérito de 1ª Classe, em 2004. 

 Bo Odjinho Maguado