Apocalipse – Manel de Novas

Poradmin

Apocalipse – Manel de Novas

(1985)

 

Pa quê tónte maldade  nesse mundo

Se nô ta li sô pa um segundo

Pa que tónte inamizade

Pa gerá infelicidade

Pa que tónte industria de guerra

Se nô podê criá paz na terra (medjôr ê pensá)

Hôme ta cheio quemalvadeza

Sem respeito pa natureza (ô deus valêno)

Tónte invento na planeta

Tónte coitóde pa maneta (sem sês hora tchegá)

Monopólio de um cambada

Ê distino de nôs vida

Cada hora um notícia

Cada minuto um malícia

Desarmamento ê conversa

Pa banquete e vice versa

Ê fartura num ponta

Ê miséria not ponta

Mundo ta pior q’um jogo de póca — “poker”

Ca bô mandáme calá boca (m’ t’ta dzê verdade)

Nô ti ta vivê debóx d’ ameaça

Dum flagelo pa tud raça

Mundo podia ser ôte cosa

Vida podia ser côr de rosa

Si nôs tudo podia juntá môm

Co Deus e amor na coraçôm

Ma Bíblia ta flá

Na Apocalipse

Sobre o autor

admin administrator

composer

Welcome!

Obrigado pela Visita.

 
Sabias que podes contribuir enviando letras????
Fico à espera!!!!
 
 

 

Obrigado.

Thank you